Menu

BETTER CALL SAUL

Ae moçada, quem é que não se lembra do nosso velho amigo Saul Goodman? ou melhor dizendo… Jimmy McGill (Bob Odenkirk), que surpreendeu muita gente com sua interpretação inesquecível (pelo menos pra mim) em Breaking Bad, entrando pela porta da frente na 2° temporada, conquistando uma legião de fãs e recebendo algum tempo depois (9 de fevereiro de 2015) sua merecida série Better Call Saul, ambientada seis anos antes de Breaking Bad. Com uma carreira formada, e já bem sucedido no ramo da “falcatruagem” Saul Goodman vive seus dias de gloria em Breaking Bad, mas logo que você começa a ver Better Call Saul percebe-se o quanto ele batalhou para chegar até lá.

A falta de dinheiro, local para trabalhar, baixa moral, atingem o personagem a todo momento que luta para conseguir ser um advogado de sucesso. Com o decorrer dos episódios a primeira impressão é que você ainda está no mundo de Breaking Bad, reencontrar personagens marcantes da série como Michael “Mike” Ehrmantraut (Jonathan Banks) e Tuco Salamanca (Raymond Cruz) é uma grande emoção e poder entender o passado de cada faz com que Better Call Saul se torne um start de Breaking Bad. A série tem me impressionado muito, no início esperava que fosse algo apenas para tentar “espichar” o sucesso de Breaking Bad, porem se mostrou o inverso de minhas expectativas, com um diálogo bem construído, cenas bem trabalhadas e uma historia envolvente.

É triste saber que no futuro Saul Goodman será engolido pela destruição de Walter White, após todo trabalho para chegar lá, mas enfim este é o enredo, afinal de contas em Breaking Bad a transformação se aplica a praticamente todos os personagens. Better Call Saul está em exibição no Netflix e com certeza vale cada segundo do seu tempo.

Fabrício Costa (Crizaor)
Fanático por jogos em geral, explorador de MMORPG's, fã da saga Elder Scroll, noob no the king of fighters, competidor de Mario Kart. "Mesmo que no vale da sombra da morte empunhe seu machado +3"

Parceiros

Video em Destaque

Nintendo Switch