Menu

FPS de Volta ao Passado

Ae moçada, já faz algum tempo em que me pergunto, será que as produtoras realmente abandonaram o conceito das guerras clássicas?(Primeira e Segunda Guerra Mundial)

11-image-2-Call-of-Duty-2

Call of Duty 2 (2005)

Já faz alguns anos que os games abandonaram os temas das primeiras guerras mundiais, época em que a engine limitava o realismo dos jogos e os deixavam em modos sequenciais, onde você deveria seguir as missões em linha reta. Mas, então pensei comigo mesmo, o tema é tão ruim? Os armamentos antigos não proporcionariam uma diversão equivalente aos games “Futuristas” atuais? Como seria um Medal Of Honor Vanguard (lançado em 26 de março de 2007) recriado com melhores gráficos, jogabilidade e mapas multiplayer com a capacidade das industrias de hoje em dia? Novamente viver as emoções do Dia D ou de outros eventos da primeira e segunda guerra mundial, não é possível que os players da atualidade não gostem do tema. Vivemos uma transformação desenfreada onde a moda do momento é ser um cyber cyborg com habilidades “Fuck yeah”. Nada contra o gênero, acho bem bacana as inovações criadas para estes jogos, mas poderia haver um equilíbrio, e não um abandono total, sinceramente prefiro as temáticas antigas.

63206_full

Hidden and Dangerous 2 (2001)

Por último, o lançamento de Call of Duty Black Ops 3, a ideia é promissora mas fiquei chateado por em certos momentos achar que estava assistindo um gameplay de Destiny, ao contrario do que foi Black Ops 2 com uma temática mais atual.

Quando minha esperança já havia partido para Westeros, surge Rising Storm 2: Vietnam apresentado na PC Gaming Show da E3. O trailer é bem curto, a temática Vietnam é bem famosa entre os adoradores da série Battlefield. No trailer, no entanto, não é possível notar a física do game (por exemplo quando o vietcong da um tiro de bazuca no helicóptero) que me pareceu bem engessada. Estou no aguardo das novidades e os lançamentos que virão serão muito convidativos para a geração atual, possivelmente atingindo a meta das empresas: o lucro!

Fabrício Costa (Crizaor)
Fanático por jogos em geral, explorador de MMORPG's, fã da saga Elder Scroll, noob no the king of fighters, competidor de Mario Kart. "Mesmo que no vale da sombra da morte empunhe seu machado +3"

Parceiros

Video em Destaque

Nintendo Switch