Menu

Mortal Kombat

Ae moçada, hoje irei falar sobre o megasuperpower sucesso: Mortal Kombat! Primeiramente um salve a Ed Boon (Programador) e John Tobias (designer), que tiveram essa ideia foda de botar um bando de cara para trocar porrada.

A primeira versão do game saiu em 1992, a partir da Midway(Desenvolvedora/Produtora) para o clássico fliperama, mas tarde sendo levado aos vários consoles, época em que eu ainda era um pirralho chorão. Mas foi apenas no ano de 1995, ano de lançamento de Mortal Kombat II, que em um Sega Saturn tive minha primeira partida desse clássico de lutas. Sinceramente achei o game muito massa, pois aqueles personagens eram muito reais (kkkk depois descobri que eram), inseriram atores digitalmente que perdiam uma imensa quantidade de sangue a cada golpe tornando a experiência muito próxima do real. Tempos depois após conquistar meu precioso SuperSnes consegui emprestado uma fita do Mortal 3, tinha visto outras pessoas jogando, porem nada se compara quando é você que está no controle. Ultimate Mortal Kombat, (o meu preferido até hoje) com cenários, personagens e jogabilidade incríveis comparados as versões anteriores, pois tínhamos uma gana maior em movimentos, combos e especiais, após isso tivemos outros grandes títulos, Mortal kombat 4…etc.

Ainda lembro da época em que jogávamos entre amigos no bairro ou da escola, onde existia sempre um cara “fodão”, invencível, que dominava o game como se ele próprio o tivesse desenvolvido, longe de ser assim errei muitos fatality’s, “agacha, agacha, frente, cima…ai o Cyrax pulava e não saia porra nenhuma. ”

Sinceramente os outros títulos mais tarde lançados não me agradaram muito, estava bem triste com o fato da inovação no game, joguei bastante Mortal Kombat 9 no Xbox 360, mas estava faltando algo. O jogo em si é bom, porem faltava algo que causasse aquela mesma sensação, que no início era a novidade, ver um game violento e divertido, algo nunca visto antes, que o público teve ao jogar as primeiras edições.

Mortal Kombat X, foi uma notícia em que mal pude acreditar, no primeiro momento pensei ser mais do mesmo, mas não foi bem assim. Após a E3 de 2014 fui acompanhando os passos do projeto, notícias, vídeos, comentários… e percebi que a essência do velho Mortal Kombat estava ali, restaurada, os gráficos estão surpreendentes, golpes de raio x bem detalhados, fatality’s sanguinários que deixam até aquela expressão “Nuu que foda!”.

Mortal Kombat sofreu uma grande transformação no passar dos anos, porém não deixa de arrastar os fãs por onde passa, com o visual incrível, fatality’s cada vez mais sangrentos, novos personagens, agilidade no combate, o impacto quando seu personagem executa ou recebe golpes também ficou muito mais próxima da realidade. O modo Torre clássico em Mortal Kombat Ultimate também está presente, onde você deve vencer todos os inimigos para chegar ao topo, e a Torre Viva que são eventos que acontecem de tempo em tempo. Uma coisa que me chamou muita atenção é o sistema de facção, você se torna aliado de uma das cinco existentes para participar de uma disputa ranqueadas entre outros consoles, até mesmo jogadores de outras plataformas como PC e XBOX ONE, e uma história bacana pra quem curte um enredo explicativo, se passando anos depois de Mortal 9. Embora tenha chegado ao mercado com um custo bem alto Mortal Kombat X foi bem recebido pelos fãs, e atualmente se encontra entre os melhores games de 2015.

Fabrício Costa (Crizaor)
Fanático por jogos em geral, explorador de MMORPG's, fã da saga Elder Scroll, noob no the king of fighters, competidor de Mario Kart. "Mesmo que no vale da sombra da morte empunhe seu machado +3"

Video em Destaque

Teaser de Black Desert Mobile