Menu

Mr Robot – Segunda Temporada

 

A mudança da água para o vinho, de umas das séries mais comentadas do momento.  Quando estreou em 2015 pela pouco falada USA Network, Mr Robot ganhou a crítica, fama e se tornou uma das séries mais comentadas da nova safra. Mesmo vindo de um canal de pouca expressão, Mr Robot traz um dos melhores dramas dos últimos tempos, e é um diferencial no “mar de marasmo” que muitos tem considerado o cenário de séries atual. Mr Robot, se une a Fargo e Black Mirror, como as apostas mais promissoras da TV.

Acompanhei sem muito deslumbre a primeira temporada: a jornada de Elliot, um hacker perturbado, que participa de um plano para efetuar um ataque cibernético em um grande conglomerado econômico. A trama era boa, alguns lampejos de genialidade, mas a série ainda oscilava em busca de identidade: era sobre um “justiceiro virtual”? Sobre um grande “hack”? Sobre grandes corporações dominando o mundo? Sobre o que exatamente? Pois parece que Mr Robot “achou” sua identidade mais cedo do que se esperava e a segunda temporada é executada com uma maestria poucas vezes vista na televisão.

MR. ROBOT -- "da3m0ns.mp4" Episode 104 -- Pictured: (l-r) Christian Slater as Mr. Robot, Rami Malek as Elliot -- (Photo by: Virginia Sherwood/USA Network)

Após o golpe, a E-Corp tenta se recuperar do ataque. Enquanto o país definha numa crise econômica sem precedentes, Elliot resolve se afastar de tudo e tentar conviver com sua mente bagunçada. Por fora, o Fsociety continua a dar sequência com seu plano, e passa a ser investigado pelo FBI.

Meu medo, era que após o golpe, a série descambasse para círculos superiores de conspiração: conglomerados que comandam conglomerados, líderes cada vez mais poderosos acima do outro –  a hidra que nunca tem uma cabeça apenas – engano meu, Mr Robot não entra nessa falta de criatividade e soube exatamente onde focalizar: a loucura de Elliot!

Mr Robot não é uma série sobre um justiceiro virtual, não é sobre golpes cibernéticos, Mr Robot é sobre a loucura! Bebendo da fonte de O Clube da Luta, a série usa a loucura de Elliot e seus monólogos, onde crítica abertamente a sociedade, o estilo de vida fútil e o capitalismo, um ode sobre a anarquia.

(pic - Story) Mr Robot - F Society End

Se na primeira temporada Mr Robot apresenta muitos personagens, vários núcleos narrativos, diluindo o teor do enredo e confundindo a trama, na segunda temporada a série não teve medo de focar onde é importante. Os núcleos apresentados agora fazem muito mais sentido e são de fato importantes para o enredo, sem medo de colocar na geladeira alguns personagens. O foco agora são os efeitos do “hack”, a investigação do FBI – de mãos atadas pelo próprio problema de ingerência que o país entrou – o fsociety e darkarmy e claro, a loucura!

A série soube aproveitar muito bem a loucura de Elliot! Mr Robot é uma miríade de experimentações narrativas focadas na loucura de seu personagem principal, e o faz de maneira tecnicamente impecável e genial: os diálogos de Elliot consigo mesmo e com o espectador agora tem muito mais profundidade; os cortes nos takes que Elliot aparece com seu pai, são ousados; o roteiro te coloca dentro da mente de um louco, com direito a delírios, linhas narradas de diferentes pontos de vista e coisas malucas como um episódio inteiro em formato de Sitcom – com direito a participação especial do Alf !!!

O plot principal, que é o golpe contra a E-Corp, é administrado com maestria e ao invés de novas corporações surgirem, o que vemos é um ataque bem sucedido e um país ruindo diante da crise, temos diante de nós um “pós-apocalíptico” contemporâneo, alimentado aos poucos pela crise econômica: os cartões de crédito não tem mais valor, apenas o dinheiro em espécie é valorizado, os protestos são cada vez mais frequentes, o lixo toma conta da cidade – afinal é muito dispendioso processá-lo – a distribuição de energia começa a falhar, enfim, tudo caminha em passos lentas para uma distopia, e todo o processo é bem detalhado, com colocações sutis aqui e ali ao longo dos episódios, é como assistir alguma coisa se apodrecendo lentamente!

Mr Robot - Segunda Temporada A mudança da água para o vinho

E como se não bastasse a excelente trama, Mr Robot conta com um dos melhores desenvolvimentos técnicos em matéria de televisão. Os “plot twists” frequentes não são apenas uma estratégia narrativa para mudar o ponto de vista da história, eles realmente fazem parte da mente perturbada de Elliot – que tem alucinações, amnésia, etc… – e alia-se a isso, os excelentes cortes de quadro, que fazem o espectador sentir o mesmo desconforto de Elliot. Montagem, direção e atuação estão impecáveis na série – destaque para o discurso de Barack Obama sobre o “hack” – que ainda conta com uma trilha sonora – anos 80/90, que incluem desde músicas eletrônicas, gothic rock, passando por uma excelente versão de Basket Case em forma de canção de ninar – psicodélica, ala Donnie Darko, como a muito tempo não se via – ouvia!

Enfim, a segunda temporada de Mr Robot é uma obra prima, que com reviravoltas bem colocadas, é um dos trabalhos mais notáveis dos últimos anos na televisão. Mr Robot no decorrer do tempo deve atingir o mesmo status de um Game Of Thrones ou Breaking Bad, e tem tudo para fazer história. Se você ainda não assistiu, talvez essa seja a hora, é melhor ver enquanto a série está no início, do que fazer maratonas de várias temporadas em cima da hora, o que atrapalhava na hora de perceber todas a nuances e detalhes!

 

Título Original: Mr Robot Flecha-5_5

Criador: Sam Esmail

Canal: USA Network

Ano: 2016

Episódios: 10

Tempo: 40 – 60 min

 

 

 

Italo
Graduando em Biologia pelo amor às variadas formas de vida e suas estratégias de sobrevivência, tenho prazeres simples como ouvir a chuva ou observar o céu noturno. Fã de música, filmes e jogos em geral, minhas maiores viagens são pelas folhas de um bom livro.
  • Pedro Mendes

    Comecei a assistir a segunda temporada, mas desanimei. Esta resenha me fez ver tudo com outros olhos. Merece uma nova chance!

Parceiros

Video em Destaque

Nintendo Switch