Menu

Por que você só faz Lasombra?

Esse texto teve como principal estímulo uma pergunta feita a mim por um colega enquanto criávamos nossos personagens para mais uma crônica de Vampiro: a máscara.

“- Vei, por que você só faz Lasombra?“

Na hora achei uma pergunta tola, uma pergunta de quem errou feio, uma pergunta de quem errou rude. Limitei-me a responder: “- Wtf?! Por que é o melhor clã!”

IMG_20150523_242133223

Depois de um tempo me lembrei desse fato e pensando melhor… Continuo achando uma pergunta tola, uma pergunta de quem errou feio, uma pergunta de quem errou rude. Mas como ‘são as perguntas que movem o mundo’ decidi elencar alguns fatores e elementos que me atraem nessa sombria família vampiresca.

Não, esse não é um texto do tipo “10 coisas que você precisa saber sobre Frodo Bolseiro!”.

 

A terra estava vazia e vaga, as trevas cobriam o abismo.
Gênesis, 1:2.

Repita comigo: LAS – SOMBRA!

Os Lasombra são um dos treze principais clãs de vampiros do cenário ‘RPGistíco’ Mundo das Trevas (World of Darkness) criado pela editora norte americana White Wolf em 1991 e, na minha singela opinião, possuem características que julgo serem intrínsecas a todo vampiro que se preze.

A primeira delas é não brilhar no sol, claro (risos).

Conhecidos pelo cognome de Guardiões os Lasombra são monstros refinados, predadores elegantes e, como o próprio nome sugere, sombrios. Eles não se consideram apenas a última bolacha do pacote, mas sim a última bolacha do pacote edição especial de colecionador com o rosto dos Antediluvianos.

Para os Lasombra ser um vampiro não é uma maldição que se iniciou em Caim e fora passada de geração em geração, mas sim uma evolução, o ápice da existência terrena. Colocam-se como mestres do céu e da terra e como vampiros possuem o direito divino poder de governar o mundo e os seres inferiores. Oras, obviamente a grande maioria dos vampiros não está apta para essa missão primorosa… Na verdade apenas um clã seria capaz de carregar tamanha responsabilidade e advinha qual?

 

Se existe um Império existe um Lasombra

Mestres da manipulação e dignos de fazer inveja a Lorde Baelish os Lasombra estão onde existe poder.

Também é comum encontrar membros do clã como fazedores de governantes ao invés de governantes, mas sabemos bem quem manda no terreiro. Mais importante do que os status e a aparência que o comando pode oferecer são as decisões que podem ser tomadas por quem o detém.

Juntamente com os Ventrue e os Malkavianos, o clã Lasombra governou o Império Romano até sua decadência. Após a queda do império muitos se vincularam a instituições religiosas, principalmente a Igreja Católica Romana. Isso mesmo, você não leu errado, e com certeza o vínculo construído não foi pela busca da salvação divina.

O poder da igreja é indiscutível, principalmente naquela época, e obviamente os Lasombra enxergaram isso. O clã esteve envolvido com ela desde o início e muito se especula sobre sua importância na disseminação da fé cristã. Sabe as cruzadas a reconquista da Península Ibérica e aquela história toda? Sim os Lasombra estavam lá e de ambos os lados.

(A parte: Pois é, desde sua origem quando dominavam o mediterrâneo e o próprio Antediluviano Lasombra possuía seu covil na Sicília os conflitos entre os membros do clã eram comuns… Não fora o próprio Lasombra, primeiro de sua linhagem, morto por uma tramóia de Gratiano, um de seus descendentes e líder da Revolta Anarquista onde os neófitos Lasombra se voltaram contra seus senhores? Podemos dizer que os Lasombra possuem sérias dificuldades em serem mandados, mesmo que por membros da própria família).

Seja como for, em relação a Reconquista, fizeram seu trabalho muito bem, pelos menos os que apoiaram o catolicismo e suas incursões, afinal qual é a instituição ocidental mais antiga da humanidade?

Atualmente os Guardiões se desvincularam totalmente da igreja e podemos questionar qual o peso que essa separação teve no enfraquecimento da instituição… Ou talvez seja o contrário… De qualquer modo mesmo dando as costas para a fé cristã os Lasombra ainda carregam muitas de suas tradições, rituais e referências e podemos identificá-las não apenas na família, mas também no Sabá, seita vampiresca da qual são líderes.

 

A cereja do bolo, ou melhor… A sombra da cereja do bolo!

No Mundo das Trevas os vampiros possuem poderes sobrenaturais concedidos pelo Abraço. Esses poderes, conhecidos como Disciplinas, permitem que os vampiros atinjam capacidades físicas e ‘espirituais’ inimagináveis para um mortal. Dentre as disciplinas encontramos a Tenebrosidade, coração do clã Lasombra.

A Tenebrosidade é o poder sobre a sombra e a escuridão. Não, não falo daquele filme sobre os leões assassinos, mas sim de uma escuridão vinda do próprio abismo. A essência da escuridão, a sombra além do mundo. Com ela o Lasombra pode manipular pequenas sombras no ambiente (quem me dera ser capaz), criar esferas de escuridão que absorvem não apenas a luz, mas também sons e odores, evocar remendos de escuridão capazes de agarrar e manipular objetos (pessoas MuuUAHIIHAhiHIAhiAIhIHA) fundir-se as sombras tornando-se um monstro híbrido de matéria e sombra ou transformar inteiramente nela, dentre outras ‘cositas más.

retrt   Em termos de jogo essa é uma disciplina altamente suja e me arrisco a  dizer desequilibrada. Afirmo  isso, pois com pequenos níveis de Tenebrosidade o personagem já possui capacidades incríveis, como por exemplo, cobrir grandes áreas com sombra envolvendo a todos que nela  estiverem praticamente anulando desses personagens os sentidos da visão, audição e olfato com exceção do Lasombra que a evocou. Sim, essa é a melhor parte, ele não sofre os efeitos  da sua própria sombra, ele enxerga e ouve normalmente. Nerfassaporra!!!

Vale ressaltar que isso só se aplica a suas próprias evocações, caso outro Lasombra também utilize essa habilidade todos ficarão imersos nas sombras e aí amigo, preparar sua arma de fogo e rajada mangueira, tenho dito!
Mas não ache que a Tenebrosidade é uma disciplina tão fantástica apenas por sua mecânica de jogo e seus efeitos, é além…

Filosofemos um pouco no campo do real. Existem dois pontos que julgo bem bacanas.

Para mim no mundo real a sombra talvez seja aquilo que mais se aproxime do místico e fantástico. Podemos ver a sombra, ela possui forma e medidas, mas, apesar de pertencer a realidade ela não possui materialidade, não pode ser tocada. Essa duplicidade de realidade-ficção pertencente à sombra faz com que ela seja fascinante e misteriosa, estimulando a imaginação e a fantasia do homem.

Outro ponto refere-se a psicologia. Segundo Psicologia Junguiana a sombra seria a faceta mais animalesca, primitiva e sombria da personalidade humana. São nossas vontades/desejos imorais e violentos suprimidos. Existe um monstro escondido em cada um de nós e geralmente as pessoas tem medo de olhar para si mesmas e descobri-lo.

Sendo assim evocar a sombra e a escuridão por meio da Tenebrosidade é também para o Lasombra aceitar e desvelar a parte mais bestial de seu ser levando sua natureza vampiresca ao extremo.

 

Ok, mas todo mundo tem fraquezas.

É inegável que todos possuem pontos fracos, e com os Lasombra não é diferente. Os vampiros Lasombra não possuem reflexo, não aparecem em espelhos, material refletivo, fotografias, câmeras de segurança e etc. Essa característica se aplica também as roupas, objetos e o que mais o vampiro estiver carregando. Ou seja, você pode entrar em um banco armado até os dentes que o guardinha que estiver as monitorando as câmeras de segurança irá achar que as outras pessoas do banco estão apenas tendo um ataque esquizofrênico.

Muitos acreditam que os Lasombra foram amaldiçoados com a perca de seu reflexo devido a sua vaidade e ego inflado.

Ou seja, tirando a parte de nunca saber como está seu penteado, sinceramente, só vejo vantagens.

 

Por esses e outros motivos, meu caro amigo Farofa, não consigo me desvincular desse clã magnifico nas mesas de Vampiro!

Welerson Filho (Amakir)
Graduado em Teatro por influência do RPG e fanático por cards e board games. Canhoto e de espírito competitivo tem dificuldade com jogos cooperativos. Amante do gênero literário/cinematográfico fantástico acha a realidade um porre.

Parceiros

Video em Destaque

Nintendo Switch